Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
Mais um poeta pilarense Crônicas 29/01/11 73
MAPOCHO, ÁGUAS REVOLTAS Poesias > Amor 28/05/10 18
Maradona e suas medalhas Crônicas 09/07/10 49
Máscara e mascarados Crônicas 15/11/13 126
MÁSCARAS DESMASCARADAS Poesias > Pensamentos 14/02/12 100
Mata-se o poeta; não, a poesia Crônicas 04/06/16 91
Matam porque matam Crônicas 13/12/18 103
Matarão Doutora Cynthya Crônicas 04/05/13 72
MAXIXE LEMBRA QUIABO Crônicas 30/11/17 79
Médicos Alienígenas Crônicas 07/09/13 151
Memória às coisas do passado Crônicas 16/02/18 232
Meninos no bloco, meninotes em bloco Crônicas 09/02/18 117
Mente-se a verdade Crônicas 09/05/10 25
Merecidos direitos dos mortos Crônicas 21/04/18 125
Mergulho às profundezas Crônicas 19/09/15 60
Mesmo sujo, o mesmo paletó Crônicas 13/01/18 127
METAMORFOSES INSTANTÂNEAS Poesias > Pensamentos 10/03/10 16
Meu Primeiro Cinema Crônicas 17/09/10 206
Mi Buenos Aires querido Crônicas 30/06/17 172
Milton Nóbrega, uma perene boa vontade Crônicas 20/08/14 75
Página 18 de 34 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php