Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos


IDEIA

Filósofos disseram que
As ideias não nascem,
Seriam inatas...
Outros pensam: elas nascem,
Mesmo se natas,
Iguais ao congênito,
Ao melhor natural.
As melhores nasceram
E nunca morreram.
Como imortais,
Não se pode mais tê-las.
Talvez tentar sê-las,
Como fogos vestais.
Crescem. Às vezes perecem,
Renascem e não morrem,
Ou morrem aos poucos,
Quando se tornam ação.
Deixam o espírito,
Encarnam-se no corpo,
Deixam o sublime
Para o temporal;
Tornam-se frágeis;
Da simples areia
Fazem-se escopo
E, sem vida,
Apenas cristais.

 
Damião Ramos Cavalcanti
Enviado por Damião Ramos Cavalcanti em 01/12/2011
Alterado em 01/12/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Damião Ramos Cavalcanti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php