Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos


                                   Sonhar um sonho

          Ensinaram-me, desde criança, a história de José do Egito interpretando o sonho do Faraó, avisando-lhe tempos de vacas gordas, tempos de vacas magras. E assim aprendi que sonhos acontecem e fazem acontecer como anúncio do bem ou como alerta do mal; desses, alguns são sugestivos ou tão assombrosos que nos fazem pensar o dia inteiro. Muito mais considerado do que o horóscopo, o sonho vem de dentro da gente, mesmo assim dizendo-nos coisas estranhas, todavia ditas pelo nosso inconsciente, o que para Freud seria a manifestação de um intenso e reprimido desejo.
          Temos vivido nacionalmente circunstâncias indesejáveis, as mesmas repetidas ou criativas formas de corrução, de modo descarado; tanto é assim que recentemente se comentam, como nada acontecesse, e divulgam as imagens, os números e os corrutos indo e vindo, em fila, para compra de votos ou de políticos para uma votação no Congresso; tudo isso quase sob o indiferente silêncio dos que deveriam criticar e provocar a opinião pública. Mas isso não nos desestimula a sonhar.
          Martin Luther King, esplendorosamente, só nos revelou um: "I have a dream" ou "Eu tenho um sonho"; e com essas palavras deu o recado de um sonho coletivo contra a discriminação racial. Mataram-no porque confessou a força desse desejo. Há quem empregue o sonho em  coisas menores, como apenas na de acertar no jogo do bicho, porém, eu e tanta gente sonhamos que haverá um Brasil melhor: Sonho que só se tem acordado e não pertence à abordagem psicanalítica, tampouco simbólica, mas substancialmente política. E o que falta? Saber votar, agir, antes que esse sonho se acabe. A esperança de que esse premonitório desejo se cumpra nos livra de pesadelos, promete um país mais justo, de maiores igualdades e seriamente democrático. Somos capazes de sonhar um sonho...


 
Damião Ramos Cavalcanti
Enviado por Damião Ramos Cavalcanti em 20/07/2017
Alterado em 20/07/2017

Música: Frédéric Chopin - Noturno - choppin

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Damião Ramos Cavalcanti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php